O Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) é o maior programa de habitação já criado no país. O cidadão pode ter a oportunidade de ter acesso a sua casa própria.

O programa conta com financiamentos que se encaixam na renda salarial da família. Na última década, milhares de famílias conseguiram realizar o sonho da casa própria, isso aconteceu devido a facilidade de financiamento e de concessão a partir do maior programa de habitação do mundo.

O Minha Casa Minha Vida é referência e foi copiado em diversos países do mundo.

Como fazer parte do Minha Casa Minha Vida?

Para fazer parte desse programa, a família precisa ter um perfil socioeconômico específico para fazer parte de uma das duas modalidades do Programa MCMV.

Minha Casa Minha Vida

Cadastro Único para o Minha Casa Minha Vida

Mas primeiramente, a família precisa fazer parte da principal porta de entrada dos programas e benefícios sociais que é o Cadastro Único. Sem o Cadastro Único, você não conseguirá ter acesso ao Programa Nacional de Habitação.

É por meios dos dados inseridos no Cadastro Único que o Governo Federal terá informações concretas a respeito da família e do seu perfil de renda. Assim, será possível identificar se a família é apta ou não para o programa.

Modalidades do Minha Casa Minha Vida Área Urbana

O Programa conta com duas modalidades específicas para área urbana:

A primeira modalidade beneficia famílias com renda mensal de até R$ 1800. Se sua família possui essa renda, ela se encaixa no MCMV Faixa 1, MCMV Faixa 1 – Entidades, MCMV Faixa 1 – Cidades com até 50 mil habitantes ou MCMV

Faixa 1 – Famílias com renda de até R$ 1.800,00

Nessa faixa 1 é possível conseguir subsídios do governo até o limite de 90% para o financiamento do seu primeiro imóvel.

Com isso, as prestações variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, de acordo com a renda bruta familiar do cliente e podendo durar até 120 meses.

Faixa 1,5 – Famílias com renda de até R$ 2.600,00

Na faixa 1,5 o subsídio pode chegar em até R$ 47,5 mil e o imóvel pode ser financiado em até 30 anos.

Nessa categoria a taxa de juros é de 5% ao ano.

Faixa 2 – Famílias com renda de até R$ 4.000,00

Na Faixa 2, os subsídios do governo chegam até R$ 29 mil para o primeiro imóvel.

Já as taxas de juros variam de 5,5% a 7% ao ano, enquanto o financiamento imobiliário pode ser quitado em até 360 meses.

Faixa 3 – Famílias com renda de até R$ 9.000,00

Na faixa 3 do MCMV não é possível conseguir subsídios do governo, entretanto, o programa oferece ótimas taxas de juros.

Para quem tem renda bruta familiar de até R$ 7 mil a taxa fica em torno de 8,16% ao ano. No caso de rendas familiares de até R$ 9 mil, a taxa é de 9,16%.

Além disso, o prazo para quitação do financiamento também é de 360 meses.

 

Minha Casa Minha Vida Área Rural

No caso das famílias da zona rural, será possível participar do Programa Minha Casa Minha Vida Rural, caso você seja um agricultor familiar, trabalhador rural ou de comunidade tradicional (quilombolas, extrativistas, pescadores artesanais, ribeirinhos e indígenas).

Cadastro Único para o Minha Casa Minha Vida

É importante lembrar que primeiramente para fazer parte de um programa como o Minha Casa Minha Vida, é fundamental que a família tenha o Cadastro Único!

Com o Cadastro o Governo Federal poderá analisar as informações da família e saber seu perfil de renda, além de conhecer outras questões sensíveis para facilitar ainda mais o financiamento ou a concessão do benefício aquela determinada região.

 

Deixe um comentário

Comentários