Pular para o conteúdo

Corte do Bolsa Família continuará até Dezembro

O corte do Bolsa Família segue até o final do ano, segundo o Ministro Wellington Dias.

Anúncio

Esse é o prazo do Governo Federal para sanar todas as irregularidades relacionadas ao programa.

Os cortes fazem parte dos processos de Averiguação e Revisão Cadastral que tem como principal objetivo identificar as irregularidades e fraudes no Programa Bolsa Família.

Anúncio

Ministro alega um número estranho de cadastros unipessoais em 2022

O Ministro Wellington Dias alegou que entre maio de 2022 e o começo de outubro, cerca de 5,5 milhões de cadastros unipessoais foram registrados.

Esses cadastros se referem a pessoas que alegam morar sozinhas. Consequentemente o número de benefícios cresceu.

Agora, o Governo quer averiguar essas informações e saber quem realmente mora sozinho e tem perfil para receber o benefício.

Com isso, foi colocado em ação o processo de Qualificação Cadastral para averiguação de famílias unipessoais.

O processo consiste em identificar o cidadão que não mora sozinho mas alega ser uma família unipessoal. Para isso, inicialmente foram suspendidos 1,2 milhões de benefícios.

Caso você tenha sido uma dessas pessoas com o benefício bloqueado, leia esse artigo que explicamos como proceder.

Corte do Bolsa Família nas Averiguações anuais

O processo de Averiguação acontece anualmente. Não é a primeira vez que um processo de averiguação chegou a bloquear milhares de benefícios.

O corte do Bolsa Família acontece com o bloqueio do benefício que é uma estratégia para que a família procure o setor do Cadastro Único e Bolsa Família e preste as informações necessárias para que haja ou não o desbloqueio.

As averiguações surgem a partir do cruzamento de dados do Cadastro Único com outras fontes de dados do Governo.

A cada cruzamento, o MDS identifica informações de renda e trabalho que devem ser averiguadas pelas gestões municipais.

Como não cair em uma Averiguação?

A principal forma do beneficiário não cair em Averiguação e não ter o corte do Bolsa Família, é prestando as informações verdadeiras na hora da entrevista do Cadastro Único.

Além disso, o cidadão precisa ficar atento que a cada mudança de renda ou até mesmo composição familiar, ele precisa atualizar o Cadastro Único.

Assim, evita cair em uma Averiguação e ter seu benefício bloqueado

Entretanto, nem todas as famílias que entraram no processo de Averiguação Cadastral encontram-se irregulares.

Muitas vezes o processo é normal para identificar possíveis falhas cadastrais.

No processo atual relacionado as famílias unipessoais, a Averiguação para alguns será um processo normal visto que o beneficiário que realmente mora sozinho

Para isso, o Responsável Familiar precisará apenas confirmar a informação no Cadastro Único e terá seu benefício desbloqueado.

Inclusão de Novos Beneficiários do Bolsa Família

Mesmo com os processos de Averiguação, a entrada de novos beneficiários no Bolsa Família continuará, afirmou o Ministro.

Os profissionais do programa continuam realizando busca ativa e identificando famílias vulneráveis que devem em breve entrar no programa.

Dessa forma, mesmo com o Corte do Bolsa Família tendo continuidade, o programa continuará também ganhando novos beneficiários.

O processo faz parte da estratégia de redução das desigualdades sociais.

O processo de averiguação e o de inclusão faz parte de processo de renovação do Bolsa Família.

A cada novo mês entram pessoas com perfil para receber e deixam o programa pessoas que não se encaixam mais nas exigências do programa para ter acesso ao benefício.

Muitas dessas pessoas já tiveram acesso a outro tipo de renda formal de trabalho e encontram-se fora da margem de pobreza.

Com isso, surge uma vaga para uma família que encontra-se na faixa da pobreza ou extrema pobreza.

Atualmente a inclusão de novos beneficiários no programa acontece de forma mensal.

Como fazer parte do Bolsa Família?

Mesmo com o corte do Bolsa Família até Dezembro, muita gente vai entrar no programa.

Para fazer parte do programa é necessário primeiramente fazer o Cadastro Único.

O cidadão pode agendar a entrevista do Cadastro Único para ter acesso ao cadastro e cerca de 30 benefícios e programas.

Após informar os seus dados e da sua família no Cadastro Único, o Governo Federal irá analisar as informações e verificar se o cidadão está apto a receber o benefício.

Caso sim, ele entrará em uma fila de espera para ser contemplado.

Leias Mais

[back-redirect link=”https://consultabolsafamilia.com.br/quais-os-beneficios-que-tenho-direito-com-o-cadastro-unico/”]

Comentários