O Presidente Jair Bolsonaro reajustou as faixas de renda para incluir mais famílias no Auxílio Brasil.

Bolsonaro criou nesta sexta-feira (5) o Decreto 10.851 de 5 de Novembro de 2021 que alterar um Decreto de 2018 e reajusta os valores das faixas de renda das famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. A mudança visita aumentar o número de famílias aptas a receber o Auxílio Brasil.

Reajuste Faixas de Renda de Pobreza e Extrema Pobreza

O Governo fez uma alteração nas faixas de renda que delimitam quem é pobreza e extrema pobreza. O valor é um dos principais critérios que definia quem tinha direito ao Bolsa Família.

O benefício do Bolsa Família era concedido as famílias em extrema pobreza com renda per capita de até R$ 89. Enquanto que as famílias em situação de pobreza
eram aquelas com renda per capita de até R$ 178.

faixas de renda
faixas de renda

Agora com a mudança, o perfil de extrema pobreza considera famílias com renda per capita de até R$ 100. E famílias em situação de pobreza aquelas com renda per capita de até R$ 200.

Aumento no Número de Beneficiários

Essa mudança possibilita uma inserção automática de novas famílias no Programa Auxílio Brasil. Isso acontece pelo fato que muitas pessoas que possuem o Cadastro Único não recebem o benefício do Bolsa Família por possuírem uma renda acima dos R$ 89 para os casos aptos ao benefício básico e acima de R$ 178 para os aptos aos benefícios variáveis.

Agora, essa diferença de R$ 89 para R$ 100 e de R$ 178 para R$ 200 abrirá espaço para novos beneficiários que já se encontravam na fila de espera do Bolsa Família.

Novas Concessões já devem começar em Novembro

Com a mudança das faixas de renda, a concessão de novos benefícios deve começar já em Novembro. Isso vai depender exclusivamente da Caixa Econômica Federal e do período de alteração no sistema para geração da Folha de Pagamento. Sendo assim, no mais tardar a mudança deve impactar e gerar novas concessões em Dezembro.

A mudança é mais simples por inserir famílias já com Cadastro Único e perfil automaticamente na folha do Novo Bolsa Família.

Leia Mais

Participe da conversa

1 Comentário

  1. Tá pouco o valor por que tem gente que sobre vivi e do que recebe ai ele baixa o valor que que a pessoa recebe ai a pessoa vai comer o que por que tem aluguel água luz gás que tá um absurdo tem crianças pra dar o que comer estudante aí vai comprar material escolar com o que esse previdente não pensa não é

Deixe um comentário

Comentários