O Governo Federal prevê que será pago mais duas parcelas do Auxílio Emergencial no valor de 300 reais. O valor será destinado as famílias beneficiárias que recebem a ajuda do governo durante a pandemia.

Quarta e Quinta Parcela do Auxílio deverá ser no valor de 300 reais

As duas parcelas extras do Auxílio Emergencial serão pagas durantes os meses de Julho e Agosto. Com isso, o Auxílio Emergencial terá quarta e quinta parcelas.

O valor de 300 reais é a metade do valor mínimo que atualmente está sendo pago. A cota referente ao Auxílio é de 600 reais. Algumas famílias recebem o valor de 1200 e 1800 reais.

Auxílio no valor de 300 reais

Bolsonaro decidiu o valor e irá alterar a Lei do Auxílio para pagamento

O Presidente Bolsonaro estava em dúvida se seria mais três parcelas de 200 reais ou mais duas parcelas de 300 reais. Em conversa com a equipe econômica, ficou decidido que vai prevalecer o valor e a quantidade de meses que o Presidente Jair Bolsonaro sugeriu.

O Auxílio custará mais R$ 51 bilhões aos cofres públicos. O valor será menor visto que o governo afirma não ter mais dinheiro suficiente para bancar o Auxílio Emergencial do jeito que funciona atualmente.

Reavaliação continuará sendo executada

A reavaliação de alguns benefícios deve continuar acontecendo durante o pagamento das próximas parcelas, inclusive da terceira parcela agora no final de Junho.

O processo de análise é feito pela Dataprev e a partir da segunda parcela o Governo Federal fez uma nova avaliação de todos os beneficiários para saber quem realmente tinha direito. No pente-fino, cerca de mais 400 mil pessoas perderam o direito ao Auxílio Emergencial.

Cerca de 11 milhões aguardam resposta

Atualmente, um total de 11 milhões de pessoas ainda aguardar ser contemplada pelo benefício do Auxílio Emergencial. Essas pessoas ao consultar a resposta da solicitação recebem a mensagem que o benefício encontra-se com a “Situação em Análise”.

Situação dos pedidos e análises do Auxílio Emergencial

Até a última terça-feira (02 de Junho), a situação das solicitações do Auxílio estavam da seguinte forma:

  • Número de Cadastrados: 106,3 milhões
  • Número de Processados: 101,2 milhões
  • Número de Elegíveis: 59 milhões
  • Número de Inelegíveis: 42,2 milhões
  • Números de Solicitações em 1ª análise: 5,7 milhões
  • Número de solicitações em reanálise: 5,3 milhões

Leia Mais

Deixe um comentário

Comentários