Na tarde desta segunda-feira (02/08) o Governo apresentou uma PEC para viabilizar um Bolsa Família de R$ 400.

A proposta foi apresentada pelo Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, para Rodrigo Pacheco, presidente do senado.

O encontro abriu debates para uma significativa mudança no Bolsa Família.

PEC para Bolsa Família de R$ 400

O Projeto de Emenda Constitucional (PEC), visa garantir uma alteração no valor do benefício do Bolsa Família pago as famílias vulneráveis.

Atualmente o ticket médio do programa está em R$ 190. A proposta quer dobrar esse valor levando o benefício a um valor estimado de R$ 400 mensais.

Orçamento para Bolsa Família de R$ 400

Segundo fontes ouvidas pela CNN, a equipe econômica do Governo Federal vai abrir espaço no orçamento para uma quantia bilionária que será paga pelo Governo após a Justiça obrigar por meio de precatórios.

O Ministro Paulo Guedes afirma que não haverá calote no pagamento dos precatórios.

Para o aumento no valor do Programa Bolsa Família será necessário um orçamento amplo visto que o programa atinge mais de 14 milhões de famílias atualmente e o número de famílias à margem da vulnerabilidade cresceu nos últimos anos.

Bolsa Família de R$ 400 se aprovado pode começar após Auxílio

O suposto Bolsa Família de R$ 400, caso seja aprovado deverá começar logo após o fim do Auxílio Emergencial.

Bolsa Família de R$ 400

O intuito é preencher a lacuna entre o fim do Auxílio e a volta do Bolsa Família.

A maior parte das famílias que fazem parte do Programa Bolsa Família continuam recebendo as parcelas do Auxílio Emergencial.

Bolsonaro cogitava valor de R$ 300

Recentemente o Governo Bolsonaro deixou claro que o intuito era ter um novo benefício no valor de R$ 300.

Entretanto, a nova proposta visa garantir um apoio popular próximo ao período eleitoral. A ideia é que o benefício chegue ao valor das parcelas de aproximadamente R$ 400.

Leia Mais

 

Deixe um comentário

Comentários